COXAnautas - Coritiba Eternamente

8

15/09, 00h30 | Coração Verde e Branco | João Luiz Albuquerque

“A vitória é quando um esquema sobrepõe o outro”

A frase acima é constantemente dita por Paulo Cesar Carpegiani, técnico do Coritiba, durante suas coletivas, especialmente no pós-jogo. E o esquema do Corinthians vem dando um baile no nosso há alguns anos.

Jogando sempre com um árbitro no meio, o qual tem liberdade para correr o campo todo e dois bandeiras bem abertos, tem se tornado muito difícil vencer o time paulista, seja em São Paulo ou no Couto Pereira.

É vergonhoso o que as arbitragens fazem por esse time, seja invertendo faltas, não marcando faltas claras, criando penalidades ou até mesmo impedimentos inexistentes, tudo vale para favorecer “timão”, e hoje os senhores Grazianni Maciel Filho (da vontade de terminar), Silbert Faria Sisquim e Carlos Henrique Alves de Lima Filho fizerem um “trabalho exemplar”.

Eu não iria questionar o gol que tomamos, também não vi falta. Para mim não passou de uma grande infantilidade, com um belo toque de inocência e burrice de um de nossos melhores e mais regulares jogadores, Alan Santos, que hoje não foi bem. O detalhe é que Carpegiani disse que o árbitro mandou parar a bola, e isso foi feito, mas o jogador do Corinthians roubou a bola e o homem do apito mandou seguir. Isso tornaria o gol ILEGAL.

O árbitro teve ainda a decência de marcar um pênalti claríssimo em cima de Kazim, mas parou por aí, pois até um impedimento depois de cabeçada do zagueiro adversário eles deram.

Considerando que jogamos sem Kleber, Juan e Neto Berola, e pelo que apresentamos, o ponto que veio não foi ruim. Infelizmente hoje não atuamos bem, isso é fato. Neto Berola faz falta para o esquema, especialmente para o futebol de Raphael Veiga. Gostei muito de Kazim, sempre brigador, voluntarioso, e jogando centralizado deu referência ao time e se portou melhor do que no segundo tempo, quando voltou a cair demais pela lateral. Evandro deve ter feito sua pior apresentação com nossa camisa, talvez a entrada de Yan no lugar dele possa ajustar o meio, fazendo a bola girar um pouco mais e chegar ao ataque com qualidade.

Gostaria apenas de reforçar meu protesto contra a nova (e esperada) garfada que tomamos, isso costuma acontecer, especialmente contra times paulistas e cariocas, mas quando jogamos contra Corinthians e Flamengo a coisa vira palhaçada.

De positivo um novo partidaço de Luccas Claro, também gostei muito de Juninho e Kazim, alguns amigos elogiaram muito Leandro, mas continuo achando ele um jogador com dribles excessivos, que cai demais forçando faltas e perdendo boas oportunidades.

A zona maldita continua na nossa cola, mas confio que esse ano vamos sofrer menos, mas está na hora de começarmos a pensar em renovar alguns contratos, Luccas Claro (vínculo até 31/12/16), Alan Santos, Kleber, Iago e Veiga são bons exemplos, assim como o de Paulo Cesar Carpegiani, obviamente.

Saudações Sempre Alviverdes.

Debate

  • "Verdade amigo, juiz e bandeiras foram mal mesmo. Pior que ainda restam três jogos em que a arbitragem poderá ser fator preponderante, pode ficar ligado que vem chumbo contra Palmeiras, Flamengo e Internacional. Todos fora de casa."

    Luso J. | 16/09, 12h01

  • "De novo tomando gol com erros crassos de perda de bola. Foi assim contra o Santos, contra Corinthians lá, contra o Vitória nos dois jogos lá, contra o Flamengo.

    é muita pernada. tá loco"

    Gerson Lima | 15/09, 13h04

  • "Nossos volantes são de matar!
    Alan Santos é no máximo um jogador nota 6. Pensa que é um craque, perde bolas bobas gerando contra-ataques perigosos...
    João Paulo de 10 passes erra 11, Edinho deveria ser jogador de rugby, Amaral não joga nem no meu time de pelada e na base não vi ninguém ainda capaz de ser titular.

    Enfim, voltamos à lenga-lenga: desde Donizete/Leo Gago não temos uma dupla que sustente o meio.

    SAV"

    Emiliano B. | 15/09, 09h31 | Móvel

    • "Exatamente, Emiliano. Não entendo porque supervalorizam tanto este fraquíssimo jogador."

      Nilton M. | 15/09, 11h13

  • "Renovar com Alan Santos por qual motivo? Temos que abrir os olhos e perceber que existem inúmeros volantes mais novos, mais rápidos, com qualidade e MAIS BARATOS pelo Brasil.

    NÃO PRECISAMOS depender da dupla FRACA Alan Santos e João Paulo. Aliás, ontem quando eu vi o JP de capitão já me deu um frio na espinha. Por que não colocar o Juninho de capitão, que é piá COXA?

    Pra finalizar, Alan Santos não é pereba, mas se acha craque e isso faz com que ele jogue ainda menos do que poderia jogar."

    Alexandre Cruz | 15/09, 09h24

    • "Me dá três exemplos de volante que joguem mais que Alan Santos, sejam mais novos e mais baratos."

      João A. | 20/09, 22h23

  • ""Grazianni Maciel Filho (da vontade de terminar)" HAHAHAHHAHAAHAHHAAH excelente essa!!

    Foi tenso."

    Rafael L. | 15/09, 08h07

  • Ver todos os comentários (11)

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

O Blog

O foco deste blog será o de oferecer ao leitor um espaço para discussão de temas, alegres, saudosistas e polêmicos. Uma conversa entre amigos, um papo por vezes descontraido e em outras incisivo, mas sempre apaixonado e com o mesmo tema, o amado Coritiba Foot Ball Club.

O Autor

Curitibano radicado em Santos, João Luiz é também conhecido por seus amigos como Johnny Coxa ou simplesmente Coxa. Começou a frequentar o Couto Pereira aos 6 anos de idade, na época levado pelo pai, e não parou mais, atualmente procura sempre carregar a família e amigos para o Alto da Glória.

COXAnautas - Coritiba Eternamente

1996-2017 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet