COXAnautas - Coritiba Eternamente

15

20/10, 16h41 | Estrela Dourada | Marcus Popini

Dois Coritibas?

O Coritiba que jogou contra Belgrano (na Argentina) e Atlético Nacional é o mesmo Coritiba que jogou contra Internacional, Figueirense e Atlético Paranaense?

Pergunto isso porque fica difícil aceitar desempenhos tão distintos da equipe nas duas competições. Na Sul-Americana, um time brioso, brigador, que corre e luta muito, mesmo em desvantagem no placar, mesmo contra um time muito mais forte, como o Atlético Nacional; já no Brasileirão, mormente nesses últimos três jogos, um time sem alma, preguiçoso, que aceita passivamente um mau resultado, mesmo diante de um time fraco como o Figueirense, ou de uma enganação, como o time da baixada.

Vencer uma Copa Sul-Americana daria prestígio e colocaria mais grana no bolso dos jogadores. Mas escapar do rebaixamento no Brasileirão valeria o que pra esses mesmos jogadores? E para os que já estão negociados com outros clubes (caso de Raphael Veiga), ou para os que têm o seu contrato terminando ao final do ano e nem sabem se permanecerão ou não no Coritiba?

Para mim, é nítida a diferença de empenho do time nos dois torneios, a exceção do primeiro jogo contra o Belgrano, no Couto Pereira. Posto que Carpegiani continua com suas improvisações, a explicação mais plausível é que está havendo, pra usar um termo leve, um “descuido” dos jogadores em relação ao Brasileirão.

Sim, foi muito legal calar um estádio cheio de argentinos, é muito legal enfrentar o campeão da Libertadores, e seria muito legal avançar ainda mais nesse torneio continental. Mas, ao menos em minha opinião, não há nada que compense ser rebaixado mais uma vez no Brasileirão. Portanto, é hora de parar com esse “auê” todo, e lembrar que domingo enfrentamos o Fluminense, em casa, jogo este que poderá nos devolver ao Inferno ou nos afastar dele, posto que teremos Botafogo (fora) e Galo (em casa) na sequência do campeonato.

FOCO, portanto, é a palavra que deve determinar o comportamento dos jogadores, daqui até o final do ano. Mas FOCO NO CORITIBA e em vencer as partidas do Brasileirão também (ou principalmente...). Espero que haja sabedoria daqueles que comandam o time dentro de campo para orientar os deslumbrados que já se veem em outro clube, bem como aqueles que não se importam em deixar a conta de mais um possível rebaixamento para a torcida Coxa Branca pagar.

De minha parte, torço apenas para que os jogadores tenham consciência de que a garra deve ser inerente à camisa alviverde, e não ao tipo de campeonato disputado ou aos objetivos pessoais de cada jogador. Nós, torcedores, estaremos com o Coritiba este ano, em 2017 e o resto de nossas vidas. Respeitem-nos, e serão lembrados com respeito pela torcida Coxa Branca. Joguem contra o Fluminense (e contra Botafogo, Galo, Santa Cruz, Flamengo, Vitória e Ponte Preta) como se todos os jogos valessem um título internacional, ou mesmo uma ida a um “clube grande” (que é o que devem pensar os piás que, à primeira oportunidade, se vão, abrindo mão de construir uma história mínima no clube que os formou).

Que nossos jogadores se façam merecedores de aplausos como os de ontem em TODOS os jogos em que estiverem vestindo a camisa do Coritiba!

Debate

  • "O fato é um só: é vencer e vencer. Jogo em casa, e os três pontos têm de ser agregados. Avante, Coxa, e goooools neles!"

    João B. | 23/10, 10h43

  • "Não tem como fazer negócio com o palmeiras e pegar dinheiro de verdade? Sempre tentam empurrar uns refugos pra nós como pagamento, e o pior é que a gente aceita!"

    ANDRE S. | 21/10, 20h50

  • "Juninho renovou com o COXA quando foi assediado pelo flamerda. O Veiga ficou deslumbrado pelo dinheiro que nem puta. O COXA ofereceu um baita salário e lugar no time titular, mas ele achou pouco. Fora q ele poderia ser ídolo aqui. Adios, põe o Bernardo no time Carpa! SAV"

    Rafael C. | 21/10, 19h47 | Móvel

  • "Se for pra fazer corpo mole Sr. R.Veiga, que fique no CT assitindo sessão da tarde e não entre em campo para tirar o lugar de quem tá a fim de jogar."

    Carlos M. | 21/10, 14h30

  • "Eu acho que o Bernardo merece uma chance como titular. Desde que chegou sempre que entrou não comprometeu e mostrou qualidade, mas ainda não foi titular nenhuma vez.

    Eu tentaria uma opção com Walisson Maia/Benitez na direita, Juan na esquerda e Gonzales e Bernardo no meio."

    Andre L. | 21/10, 12h59

  • Ver todos os comentários (38)

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

O Blog

Um blog é, em essência, um tipo de mídia onde pessoas expressam suas opiniões. Este blog, em particular, não tem outra intenção que não seja discutir as coisas relacionadas ao Coritiba, sem existir qualquer pretensão de que os posts aqui colocados sejam a visão única e definitiva das coisas. Trata-se, pois, de um espaço para debates, onde as opiniões colocadas de forma respeitosa sempre serão levadas em consideração.

O Autor

Marcus Vinicius Fonseca Popini foi ao Estádio Belfort Duarte, hoje major Antonio Couto Pereira, pela primeira vez, em 1975, aos nove anos de idade. Coxa Branca de nascimento, pai de duas filhas, geólogo pela UFPR com mestrado em Geofísica pela UFBA, participante do site COXAnautas desde 2006, Popini hoje corre o mundo por conta de sua profissão, sempre levando as cores do Coritiba por onde passa.

COXAnautas - Coritiba Eternamente

1996-2017 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet