COXAnautas - Coritiba Eternamente

13

29/09, 08h28 | Estrela Dourada | Marcus Popini

Pra que? Pra fazer história!

Estou entre aqueles muitos torcedores cujo ceticismo e desilusão não apenas não permitiram acreditar em uma vitória ontem, contra o tal Belgrano, como também defenderam que o Coritiba deveria esquecer a Sul-Americana e focar no Brasileirão.

Pois bem, eis que o nosso time foi lá e, finalmente, nos deu um pouco do que há muito não experimentávamos: motivos pra sorrir, pra festejar, pra acreditar em dias melhores, pra sentir orgulho, enfim.

Sou obrigado a fazer uma pequena ressalva sobre a ruindade do time argentino, que nos fez passar vexame em casa mais pelos nossos defeitos do que por méritos próprios; isto posto, porém, há de se louvar uma virada conquistada com muita luta e muita garra, em um estádio lotado por mais de 50 mil torcedores fanáticos, sob a luz da descrença da maior parte da torcida Coxa Branca, e que nos levou a um novo patamar, o de poder enfrentar o atual campeão da Libertadores da América.

Eis que chegou ao fim, então, e de maneira emocionante, aquela humilhante história de nunca ter vencido uma partida oficial fora de casa em um torneio continental. Página virada, é hora de rever conceitos e dizer que é preciso, sim, a partir de agora, encontrar um jeito de manter o equilíbrio para disputarmos as duas competições (Brasileirão e Sula) com igual empenho e dedicação.

Os jogos contra Atlético Nacional, da Colômbia, dias 19 e 26 de outubro (a confirmar), ocorrerão exatamente no meio de duas semanas e meia em que, pelo Brasileirão, enfrentaremos Figueirense (dia 12, em casa), poodles (dia 16, sabe-se lá onde), Fluminense (dia 23, em casa) e Botafogo (dia 30, fora). Esses quatro jogos devem ser os que irão definir onde estaremos em 2017. Não sei bem como, mas já que avançamos tanto na Sul-Americana, revejo minhas posições e passo a rezar para que encontremos uma forma responsável de sonhar em avançar a uma semifinal de um torneio continental e, ao mesmo, tempo, manter a recuperação no Campeonato Brasileiro.

Ainda que não tenhamos conquistado nada de concreto e de termos que continuar preocupados e atentos com a nossa situação na Série A, hoje é dia de aproveitar o momento, de curtir essa sensação de vitória, de louvar e exaltar um time que teve brios para lutar e apagar o vexame da semana passada, quando frustrou e judiou de uma torcida já tão machucada pela história recente.

Palmas para o Coritiba, que diante de um estádio lotado, saiu atrás no placar, virou o jogo, saiu atrás na decisão por pênaltis e virou mais essa. Palmas para Wilson, para o capitão Nery Bareiro (que, em minha opinião, que quase nada vale, incorporou um espírito guerreiro que estava fazendo falta no Coritiba e foi o melhor em campo), palmas para a ousadia de Carpegiani (que mudou a maneira do time jogar e nos deu a esperança de conseguirmos recuperar o tempo perdido com Gilson Kleina e Pachequinho) e, principalmente, palmas para a torcida alviverde que foi à Córdoba. A lamentar, apenas o fato do presidente Bacelar ter feito questão de dar entrevista ontem, depois de sempre ter se omitido e se escondido dos microfones e das câmeras nas derrotas vexatórias que vínhamos sofrendo. Triste oportunismo barato.

O Coritiba escreveu o prefácio de um belo livro ontem. Que continue com esse espírito vencedor no Brasileirão já contra o América MG (jogo chave pra nós, igualmente decisivo) e que possa se superar diante do atual Campeão da Libertadores da América para, aí sim, fazer história e calar os críticos que, como eu, pensam que o Coritiba grande não existe mais.

Debate

  • "Ouso dizer....o Coxa ganha os 4 próximos jogos do brasileiro."

    Alex Ribeiro Suprano | 01/10, 15h32

    • "Amém. Isso é plausível sim.

      Quebramos o tabu de não ter ganho jogos oficiais fora, na Argentina, e de passar de fase.

      Agora vamos quebrar o tabu de não ganhar 4 seguidas a milhares de anos e de não jogar bem contra o Inter e de acabar a estigma de sermos os viagras verdes."

      Gerson Lima | 01/10, 19h43

  • "Controvérsias ou mas, porém, todavia, contudo e entretanto a parte, ratifico o parágrafo inicial da coluna. Acho que não só o colunista como a maioria absoluta da torcida coxa, em que me incluo, não acreditava na reversão do resultado.

    Mas futebol é isso aí...! Nosso verdão e ora muito bem capitaneado pelo mestre Carpegiane foi lá, reverteu o resultado e calou o colunista, a mim e a outros e inúmeros coxas brancas que antes da partida não acreditavam na classificação.

    Futebol é isso aí e por isso mesmo 'bão demais' ...

    Caindo na real - possibilidade de rebaixamento - que venha o coelho mineiro, coxa não pode vacilar nesse confronto."

    J. Mario | 29/09, 17h22

  • "Popini, sua coluna fraca apenas reflete a dificuldade que tens com o por vir. O medo que apresenta em palavras, mostra a fragilidade de um caráter obtuso, confuso e covarde. Não estou aqui querendo tratar de sua personalidade, que tenho certeza, deve ser de homem correto, pois somos todos Coxa. Ainda digo que suas responsabilidades como pai, marido etc, devem ser cumpridas com honra. Porém, há um motivo pra minha crítica. Ela consiste em deixar de lado vaidades provenientes de ser um COLUNISTA do seu time favorito e passar a ser apenas um mero torcedor, como tantos outros aos quais me incluo. Torcedores comuns podem falar, xingar, e ter receio do time a ser enfrentado. Colunistas, tem o dever de mostrar algo a mais, uma razão por traz de meras palavras jogadas assim ao acaso. Dedique seu tempo cuidando de filhos e familia. Estas últimas colunas tornam claro a sua necessidade de abandonar esta tarefa. Os seus amiguinhos cariocas ficarão sem ler suas palavras como um dos representantes do maior do estado, talvez as divertidas conversas com os miguxos fiquem menos glamurosas, mas, a verdadeira torcida Coxabranca agradecerá! Passar bem! Sav"

    Rafael S. | 29/09, 15h10 | Móvel

    • "Rafael, quero humildemente se me permite fazer um contraponto, apesar de não ter procuração do Popini para fazê-lo: Não existe coisa mais hipócrita do que ser falso. O Popini é torcedor e só fala verdades. Deixe o oportunismo barato para os colunistas e especialistas do futebol brasileiro, já tão combalido pela mentira e pela péssima qualidade. Que não aceitemos migalhas. O Coritiba precisa ser maior. Eu não quero ganhar outro jogo na argentina daqui somente 20 ou 30 anos, e acho portanto que nossa torcida precisa parar de se iludir e cobrar mais de dirigentes e atletas. Pensemos nisso."

      Paulo P. | 29/09, 15h54

    • "Muitas e muitas vezes discordei do Popini, mas o respeito. É preciso que tenham vozes críticas, realistas, senão fica muito oba-oba. E digo isso mesmo sendo da turma dos "otimistas"."

      A. JÚnior | 29/09, 16h14

    • "Rafael S., me considero um verdadeiro torcedor COXA e me dou o direito de discordar totalmente de vc e concordar com o Popini. A propósito, eu admiro a coragem dele, que reside no Rio de Janeiro e não abandona suas raízes (mesmo com a má fase do nosso time) e desfila vestindo nosso manto naquela cidade....e se vc observar, absolutamente TODOS os colunistas têm criticado o Coritiba ultimamente. Afinal, ninguém é cego! E na hora de elogiar, todos elogiam. O nome disso é coerência!"

      Nilton M. | 29/09, 18h35

    • "Essas colunas do Popini não são provocativas,e também não atacam este ou aquele jogador (como alguns torcedores aqui), elas apenas nos lembram que o ser humano tem como a sua maior virtude (e tambem pode ser a sua maior fraqueza, dependendo da situação) a capacidade de se adequar rapidamente a novas situações. É o tal ditado: Quem esta na merda se acostuma logo com o cheiro.
      Ou seja, com o passar do tempo esquecemos toda nossa história com motivos de orgulho e começamos a achar normal perder de goleada para o Nacional (AM), perder para um itagui, ser goleados em finais no estadual, etc
      Ser ultrapassado pelo maior rival em nivel patrimonial, independente se este optou por caminhos escusos ou não.
      O Popini faz bem esse papel e nos lembra (mesmo que isso incomode muitos) que ainda falta muito para retornarmos a um nivel que um dia ja tivemos..."

      Luis Szlanda | 30/09, 09h47

  • "Foi assim, 3 horas antes do jogo eu já estava lá, pulando, cantando, sentindo as vibrações positivas que cercavam o Couto Pereira, muitos ali presentes, empolgados como eu, faziam da Mauá uma rua de fogos, de brilho de barulho e de esperança. Aos poucos a multidão ia chegando e aumentando o espetáculo.

    Alguns que não entendiam aquilo me perguntavam... Você é louco, porque torcer assim por um time de Futebol?

    Não só fazíamos a festa no lado Verde como também fomos recepcionar o adversário do lado Azul, trocamos camisas, moedas, sorrisos e festejamos juntos a magia que cerca o Futebol. Argentinos e Brasileiros, eternos rivais no futebol, mostrando que rivalidade não é inimizade, mostrando que é possível fazer festa juntos, desde que o respeito prevaleça.

    Algumas pessoas me perguntando... Que loucura é essa? Esse time paga seu salário? Nem sabem que você existe.

    Já no jogo víamos uma arquibancada pesada, cheia, com muita festa dos dois lados, bandeiras, sinalizadores, gritos, aplausos e muita disposição para cantar. De um lado a torcida do Coxa, mostrando como sempre que em Curitiba és Soberana, do outro lado a Torcida do Belgrano, uma torcida apaixonada que acompanhava seu time pela primeira vez na história um jogo fora de seu país, lotaram seu espaço e completaram o Couto Pereira.

    Alguns outros ainda zombavam... Ai vai lá e perde, e acabou a ?festinha?.

    Em campo tudo foi diferente, um Coritiba apático, desmotivado, cansado e parecendo sem vontade, era dominado pelo Time Belgrano que logo abriu o placar. Não conseguíamos reagir, totalmente perdidos e baleados. Pênalti perdido, tomamos o segundo gol e não se ouvia mais o lado Verde da arquibancada, somente a festa frenética do lado azul do estádio. Mais um pênalti batido e dessa vez convertido, mal sabíamos que aquele gol seria fundamental para a segunda parte da história. Assim terminava a partida.
    Atordoados, a torcida Alviverde sairá da arquibancada cabisbaixa e fria, diferente de como entrará naquele dia.
    Assim acabara a primeira parte da história, derrotados, desacreditados e desdenhados. Assim fomos pra casa, reviver e lembrar de todos os detalhes dessa partida, até que se inicie o jogo de volta na Argentina.

    Alguns fecharam minha noite falando... Viu? Pra que tanta festa e tanta empolgação? Não vale a pena..."

    Thiago Lopes Affonso | 29/09, 12h58

  • "Amigo Popini, só uma ressalva: não acho o time do Belgrano tão ruim. Aqui em Curitiba os caras jogaram muita bola!"

    Nilton M. | 29/09, 12h15

  • Ver todos os comentários (22)

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

O Blog

Um blog é, em essência, um tipo de mídia onde pessoas expressam suas opiniões. Este blog, em particular, não tem outra intenção que não seja discutir as coisas relacionadas ao Coritiba, sem existir qualquer pretensão de que os posts aqui colocados sejam a visão única e definitiva das coisas. Trata-se, pois, de um espaço para debates, onde as opiniões colocadas de forma respeitosa sempre serão levadas em consideração.

O Autor

Marcus Vinicius Fonseca Popini foi ao Estádio Belfort Duarte, hoje major Antonio Couto Pereira, pela primeira vez, em 1975, aos nove anos de idade. Coxa Branca de nascimento, pai de duas filhas, geólogo pela UFPR com mestrado em Geofísica pela UFBA, participante do site COXAnautas desde 2006, Popini hoje corre o mundo por conta de sua profissão, sempre levando as cores do Coritiba por onde passa.

Bolão

Melhores Colocados

Mariana T. 47 pts.
Valdir T. 44 pts.
Leandro R. 41 pts.
Selma R. 40 pts.
Sergio Garcia dos Martires 39 pts.
P. Stonoga 39 pts.
Andre T. 38 pts.
Rubens J. 38 pts.
VALCIR CAMARGO 37 pts.
10º Luiz Alberto Bulgarelli Girão 36 pts.
11º vanessa n. 35 pts.
douglas n. 35 pts.
Maria N. 35 pts.
Simone N. 35 pts.
Suzana F. 35 pts.
Amos S. 35 pts.
Valdir 35 pts.
Diogo N. 35 pts.
Daniel N. 35 pts.
20º nancy m. 34 pts.
21º Rossano Kohut H. 34 pts.
Marcela S. 34 pts.
23º Vitor Guedes 33 pts.
24º Alysson Delalibera 33 pts.
25º Walter Carvalho 33 pts.
26º CARLOS B. 32 pts.
27º Edil Macedo dos Santos 32 pts.
28º Adailton S. 31 pts.
29º R. BAHR 31 pts.
30º Rui Valente 30 pts.
31º adonias rosa 28 pts.
32º v. j. cruchelski 28 pts.
33º neusa m. 27 pts.
34º Adriano B. 26 pts.
35º J. Gabardo 26 pts.
36º Paulo Silva 25 pts.
37º Persio F. 24 pts.
Neusa M. 24 pts.
39º Denilson M. 23 pts.
40º Renan Lourenço 23 pts.
41º cleverson k. 23 pts.
42º Gerson Lima 23 pts.
Maicon André Mariano 23 pts.
Maria Luiza K. 23 pts.
45º Ido M. F. 23 pts.
46º Luiz Rodriguez 22 pts.
Wagner Cancela 22 pts.
48º Cristian C. 22 pts.
Fábio Silva 22 pts.
ido n. 22 pts.
Vicente G. 22 pts.
52º Antonio Alvaredo Filho 21 pts.
Admir 21 pts.
54º L. Comeli 21 pts.
55º ANTONIO W. SILVA 19 pts.
56º J. Mario 19 pts.
Joilson S. 19 pts.
Sinevaldo 19 pts.
Vera M. 19 pts.
60º Bruno H. 17 pts.
61º guilherme panini 15 pts.
Luis Henrique R. 15 pts.
63º Andreo S. 14 pts.
64º Ademir Carlos p. 14 pts.
65º Silvio G. 12 pts.
Fabio F. 12 pts.
67º Marlon R. 12 pts.
Ricardo Moro 12 pts.
L. J. Pianaro 12 pts.
70º Jair F. 12 pts.
71º Wagner W. 11 pts.
72º Antonio B. 10 pts.
73º Marcelo Carneiro 10 pts.
74º Bruno Velasques 9 pts.
Alessandro K. 9 pts.
76º Carlos A. B. G. 8 pts.
77º Thiago G. 8 pts.
Marlon Souza 8 pts.
79º R. Lucas 7 pts.
80º Sandro F. 7 pts.
antonio marcos 7 pts.
O. Yossafat 7 pts.
Carlos H. Pereira 7 pts.
84º Marcelo S. 7 pts.
85º everton o. 6 pts.
86º Ricardo Guiraud 6 pts.
B. Barbosa 6 pts.
88º Adriano S. 5 pts.
Leonardo S. 5 pts.
Willian Stival 5 pts.
Marcelo Vrena 5 pts.
92º Cicero G. 5 pts.
Jackson Nogueira 5 pts.
94º Joao F. 4 pts.
Luiz K. 4 pts.
96º Antonio B. 4 pts.
andre junior 4 pts.
Rômulo S. 4 pts.
99º R. L. Zanetti 3 pts.
valdeci s. 3 pts.
Eduardo Discher 3 pts.
Luiz Franco 3 pts.
103º Marco s. 3 pts.
José S. 3 pts.
Marlon Marlon 3 pts.
Daniel G. 3 pts.
Sanderson S. 3 pts.
Nelson P. 3 pts.
Alexander M. 3 pts.
Jackson Haverroth 3 pts.
111º Rafael B. M. 2 pts.
Antonio W. Silva 2 pts.
113º Carlos M. 1 pts.
Sandro S. 1 pts.
rafael rafael 1 pts.
Rosi S. 1 pts.
Allana O. 1 pts.
119º Gilberto J. 0 pts.

Ver classificação completa

COXAnautas - Coritiba Eternamente

1996-2017 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet