Fazer Login | Cadastrar-se | Entre em Contato

COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba

Por trás da Notícia

Problemas: um deles não se viu contra o LEC


29/03/2012 16h00
Leonardo Lovo

Dois problemas

Na importante e difícil vitória sobre o Londrina nesta quarta o Coritiba mostrou que um de seus dois fundamentais problemas esteve superado, ao menos durante aqueles 90 minutos.

Até a derrota para o Arapongas, ou, talvez mais precisamente, até a conversa da diretoria com os jogadores - falarei mais sobre isso adiante -, o Coritiba vinha construindo sua trajetória em 2012 demonstrando uma total apatia e falta de vontade em campo. Jogadores sem vibração, sem o mínimo comprometimento, que frustraram e irritaram boa parte da torcida.

O outro problema, porém, não se resolve com mudança de atitude. Ele é crônico e não será com o elenco que aí está que será sobreposto.

A falta de qualidade é algo mais profundo e que exige contratações. Já falei várias vezes sobre o tema e na mais recente postagem apontei até os nomes de atletas que mostram não terem condições de defender o Coritiba num Campeonato Brasileiro.

Espero que a diretoria esteja ciente e não venha com "três reforços" como disse o presidente. E muito menos que contratem só pra encher prateleira, até porque nas nossas não tem nem mais lugar pra tanto jogador dispensável.



Um terceiro problema?

O blogueiro José Eduardo, que escreve no blog "Esporte Legal", no Globoesporte.com, destacou recentemente um subterfúgio recorrente a que os clubes de futebol recorrem para evitarem/diminuírem encargos trabalhistas. Trata-se do famoso "direito de imagem".

Jogadores são contratados com um salário combinado na carteira, abaixo do que é fechado quando da contratação, mas recebem um outro valor "complementar" que seria referente ao direito de o clube explorar sua imagem. Até aí tudo bem, não fosse a forma como este artifício é explorado. Muitas vezes o valor pago a título de direito de imagem supera o próprio salário.

O leitor há de perguntar: "ok, e o que isso tem a ver com o Coritiba e a situação do time?" Tudo, quero crer eu.

Em reveladora entrevista ao jornalista Napoleão de Almeida nesta quarta-feira, o Presidente Vilson Ribeiro de Andrade revelou algo que, aos mais atentos, há de causar surpresa e preocupação.

Andrade relatou que "quando time não está bem, a primeira coisa é falar em salário atrasado. Não é o caso do Coritiba. No futebol funciona assim: você paga fevereiro até o fim de março. Eu pago primeiro os funcionários e vamos acertando o resto. Mas está tudo de acordo com o que combinamos com o grupo de atletas. Ontem (segunda, 26/03) eu saí da clínica [Vilson está em um tratamento de saúde] e fui direto pra lá. Sentamos com os jogadores, mostrei pra eles a confiança que eu tenho e a responsabilidade que eles tem. Eu disse a eles: quem não estiver satisfeito, não tem problema nenhum. Eu faço a rescisão e pode ir embora.

Quando o mandatário alviverde diz que "no futebol funciona assim", deve estar falando de direitos de imagem, pois salário é sagrado e o parágrafo único do artigo 459 da CLT prevê que "quando o pagamento houver sido estipulado por mês, deverá ser efetuado, o mais tardar, até o quinto dia útil do mês subsequente ao vencido". Nada de "até o final do mês, portanto.

Seria este um terceiro problema que teria resultado nas péssimas atuações? Creio que não, creio que este é mesmo o primeiro problema. Fica a impressão de que, mesmo tendo sido combinado com os atletas, talvez parte deles não tenha aceitado muito bem a situação, pois a falta de vontade era evidente.

Com a visita do presidente ao CT, talvez o caso tenha sido contornado.

De qualquer forma assusta a falta de recursos do Coritiba. Se não tem dinheiro, por que encher as prateleiras de jogadores de empresários e deixar a base sem oportunidades?

Quem talvez tenha a resposta é o próprio Vilson, logo adiante na entrevista, ao falar sobre como os atletas receberam sua intervenção: "a conversa foi muito boa. Aqueles que não estiverem no ritmo do grupo nós vamos afastar. Discretamente, sem alarde. Tem gente que não aprendeu espírito de competição. Não adianta qualidade técnica se não tiver esse espírito."

Seria um reconhecimento de erros nas contratações? Creio que o fim do estadual trará mudanças e reviravoltas. Principalmente se o Coritiba não o conquistar.

117 Comentários. Comente sobre esse post.

Ou entre em contato com este blog através do e-mail portrasdanoticia@blog.coxanautas.com.br.

COXAnautas

1996-2014 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Race Internet