COXAnautas - com o Coritiba desde 1996

01/12, 16h13 | Arquibancada | Sergio Brandão

Finalmente dezembro chegou

O futebol olhado com olhos de torcedor, parece fácil. E é, mas não para o Coritiba.

O que parece ao natural para a média, pro Coritiba nem tanto. Uma troca de passes que geralmente faz a bola chegar ao ataque e coloca o atacante em condições de fazer o gol, não é um processo tão simples assim, pelo menos no Coritiba.

Além dos erros neste meio de caminho, dando de presente a bola ao adversário, acaba jogando contra o próprio patrimônio e não deixa o time sair do campo de defesa. Quase sempre tomando sufoco, seja em casa ou fora.

Basicamente é disso que sofre o Coritiba. O que podemos também chamar de falta de qualidade, talento e competência. O básico do futebol, fundamento aprendido na base.

Como disse Samir Namur em entrevista à TV COXAnautas, um dos seus erros foi “manter Rodrigo Pastana por tanto tempo no comando do departamento de futebol”.

Na minha opinião, pagamos até hoje o preço por este grande erro. Do plantel que temos, mais da metade, talvez muito mais, veio por indicação de Pastana. Também não concordo que Pastana é um bom profissional, como afirmou Samir.

Pastana recheou o Coritiba de contratações desnecessárias e inúteis, além de nunca ter entendido o Coritiba como ele é e a torcida espera.

O Coritiba é maior que isso. Maior que a vergonha que estamos passando. Maior que um time que mal sabe chegar ao gol adversário, quando consegue.

Sofremos por erros de gente que sequer deveria ter passado pelo clube.

Somos mal acostumados. Temos uma enorme dificuldade em lidar com o insucesso. Embora o convívio com a incompetência complete muitos anos, ainda sofremos com ela e pelo jeito precisamos nos acostumar.

Não disse aqui, na coluna anterior, que Follador, Samir e Vialle se equivalem, como alguns sugeriram. Disse sim que não voltaremos tão cedo a ser o Coritiba velho de guerra, seja com Follador, Vialle ou Samir.

Talvez seja necessário alertar o torcedor que nenhum destes nomes tem a solução mágica para num passe de mágica transformar o Coritiba.

Mais uma vez, estamos diante de nova eleição e mais vez está nela a nossa torcida, já que futebol não temos mesmo há muito tempo.

E assim completamos quatro ou cinco gestões, cada vez menor, cada vez mais com cara de clube pequeno. Na torcida e expectativa de dias melhores.

Agora, já entrando no mês que precisa ser um marco na vida do clube.

Debate

  • "Qualquer um é mais competente que o samir, até eu."

    Irineu R. | 11/12, 21h14 | Móvel

  • "Fora Samir!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!"

    Marcus C. | 07/12, 00h02

  • "Transformaram o Coritiba num destruidor de humores, arruinador de fins de semanas. O que já vinha doente, Samir e Pestana conseguiram fazer piorar e acabaram de matar. Uma pena não ter time pra torcer. Transformaram o clube em uma prateleira de peças sem qualidade, sem identidade e sem validade.
    Triste fim do Coritiba. É como se fosse um vício, o fim de uma relação que é preciso abandonar pra parar de sofrer."

    João J. | 06/12, 09h54 | Móvel

  • "Vocês tão acompanhando as medidas anunciadas pelo governo do Estado sobre restrições necessárias à prevenção e controle da pandemia? Pois então. Serão rastreados - com solicitações de denúncias - todo e qualquer tipo de aglomeração (isso inclui até churrascos em residências, entre outras atividades) pelas próximas três semanas. Como fica a eleição do Coritiba neste contexto? Será virtual? E se for? Há risco de fraudes?"

    João J. | 03/12, 17h10

    • "A votação é presencial. Nada de virtual."

      Tadeu A. | 03/12, 21h34

    • "https://www.coritiba.com.br/artigo/36981/eleicoes_2020 - Quem se habilitar previamente pode votar pelo chamado ´drive thru`."

      Tadeu A. | 03/12, 21h39

  • Ver todos os comentários (28)

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

Mais colunas de Sergio Brandão

O Blog

Sou jornalista há mais de 30 anos. A profissão e a condição de torcedor, me fizeram aprender a policiar posições quando escrevo para tv ou rádio. Isso me desenvolveu muito o lado crítico. Costumo dizer que futebol é uma coisa e esporte é outra, bem diferente. Basicamente porque o futebol se transformou num produto da mídia e envolve muito dinheiro. O esporte amador, não. Sem dinheiro ele apenas sobrevive. É o caminho que o vôlei começou a tomar, por exemplo, mas ainda passa longe de ser o sucesso que é o futebol. Gosto de escrever sobre os dois: esporte e futebol. Jornalismo é minha profissão, o Coritiba minha paixão. Será um prazer estar aqui com vocês falando sobre tudo isso.

O Autor

O Coritiba está na minha alma, muito mais até que no coração. Aprendi a gostar de futebol assim, de alma e também de coração. Sou do tempo do Belfort Duarte, hoje Couto Pereira. Isso foi no início dos anos 60. De lá nunca mais saí. Na década de 70, o Coritiba me conquista definitivamente, quando montou times inesquecíveis, várias vezes campeão. Período que passei a frequentar programas de rádio para tentar ficar o mais próximo que podia do futebol. Foi a época de Dirceu Graeser, no famoso"Viva o Futebol", na Rádio Clube, depois Rádio Cruzeiro. Foi o meu começo nos meios de comunicação. Vivo do jornalismo há mais de 30 anos, dedicados ao Rádio e principalmente televisão. Hoje sou muito mais da arquibancada. Sou mais torcedor e menos jornalista, principalmente quando o assunto é Coritiba.

Classificação Brasileiro

São Paulo 57
Internacional 56
Atlético-MG 53
Grêmio 50
Flamengo 49
Palmeiras 48
Fluminense 46
Santos 45
Corinthians 42
10º A.Paranaense 39
11º Ceará 39
12º Bragantino 38
13º Atlético-GO 36
14º Sport 32
15º Vasco 32
16º Fortaleza 32
17º Bahia 29
18º Goiás 26
19º Coritiba 25
20º Botafogo 23

Bolão Paranaense

Melhores Colocados

Notícias em Destaque

Veja aqui todas as notícias

Colunistas e Opinião

COXAnautas - com o Coritiba desde 1996

1996-2021 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet