COXAnautas - com o Coritiba desde 1996

26/12, 09h57 | Arquibancada | Sergio Brandão

Tá chegando a hora

Sabe a famosa frase: pênalti é tão importante que deveria ser batido pelo presidente do clube ? Talvez não seja o presidente o mais indicado para a tarefa, porque a chance de erro seria ainda maior.

Transfere a frase para a última rodada do Brasileirão, para a partida entre Coritiba e Botafogo. Põe o Samir no lugar do Sabino pra cobrar aquele pênalti.

Tá certo que Sabino abusou da acrobacia, mas fez o que fez em todas as outras cobranças que vinha convertendo em gol. E que a gente sabia que em algum momento ia dar cagada. E deu.

Estamos encerrando um ano complicado. Talvez o mais complicado de todos desta história centenária do Coritiba, sem levar em conta a pandemia que mexeu com todos, e que acabou sobrando também para o futebol.

Neste meu último texto de 2020, faço uma salada: começo falando sobre um assunto que deveria ter sido esquecido, o pênalti bizarro de Sabino, de pandemia e encerro com o tema eleição.

E fico aqui pensando que encerramos o ano de forma brilhante. Pelo menos nesta decisão acidentada que acabou colocando a eleição como nossa última aventura em 2020. Como se fosse pra deixar o marco de uma era para ser esquecida.

A eleição do Coritiba que tradicionalmente é polêmica, desta vez não podia ser diferente. Foi talvez a mais barulhenta de todas elas.

Escrevo este texto antes da partida contra o Atlético Mg, que pode decretar mais um passo importante ao rebaixamento ou à recuperação (rs).

Independentemente do resultado do jogo, confesso que estou mais antenado com o resultado da eleição, que pode definir muito mais que o calendário do ano que vem, mas o futuro do clube. Seja quem for o eleito. Porque mesmo que as pesquisas indiquem amplo favoritismo de Follador, Samir faz um trabalho de bastidores, mesmo que eu não acredite na reversão da primeira tendência que é a vitória de Follador.

Sinceramente, confesso medo dos dois resultados. Um pelo que já fez e o outro pela varinha de condão que traz consigo, mas com um G5 de muito respeito.

Há pouco menos de três dias, será o sócio (recadastrado) apto a escolher o melhor para o clube.

Com seu único título nestes últimos anos, a (carteira de sócio) vai o eleitor finalmente ser ouvido em sua decisão, que deve ser acatada pelo conselho. Desta vez, o voto terá mais força que o grito de protesto dado em dias de jogo na arquibancada. Torço por uma escolha responsável de todos.

Bom ano, bom voto, torcedor COXAnautas!

Debate

  • "Mediocridade é o sinônimo de Coritiba e nada mais ... Paramos no tempo e esse mesmo tempo recompensou quem trabalhou para conquistar coisas grandes"

    Carolina | 29/12, 07h15 | Móvel

  • "Achei excelente a Coluna do Mafuz ontem na Gazeta:
    "Escrevo com a certeza de que na próxima terça, embora candidato, será o último dia de Samir Namur. A sua administração foi tão lesiva que os coxas deveriam adotar a linha de Carlos Lacerda, o “Corvo”, quando discursou contra Getúlio Vargas: “Não pode ser candidato. Se for, não pode ser eleito. Se eleito, não pode tomar posse. Se tomar posse, não pode governar”.

    Ponto final."

    Irineu Lemos | 28/12, 10h28

  • "Essa eleição, a escolha é por eliminação, com um pouco de consciência é possível escolher o melhor candidato.
    Um é advogado teórico, teve seu tempo para fazer trapalhada e que trapalhada, é "Hours concours" em incompetência, arrogância e apego ao poder. Foi sem dúvida o pior presidente da história do Coritiba e por incrível ainda tem quem o apoia abertamente ou subliminarmente, mesmo com o inconteste fracasso e o risco de acabar com a Instituição Coritiba.
    Vialle, profissional liberal médico já conhecido nos corredores do alto da Gloria desde os tempos do Evangelino, ávido pelo poder, Além de ultrapassado, tem figuras na sua chapa como "Espeto" que participou de diretorias anteriores, desde a gestão Gionédis. Seu vice disse aqui no Coxanautas que teriam olheiros que iriam procurar jovens atletas na região sul e sudeste e não no norte e nordeste. Porém a maioria dos clubes brasileiros fazem exatamente o contrário.
    O terceiro, Follador, queiram ou não, é a esperança, pois além de estar ligado a diversos empresários bem sucedidos financeiramente e com trânsito internacional, está a mais de um ano pensando e preparando planejamento para o futuro do Coritiba. Talvez seja a primeira vez nos últimos 30 anos que teremos um planejamento estratégico de curto, médio e longo prazo.
    Também acho que gerir Previdência é administrar dinheiro dos outros, portanto mais fácil, porém sem dúvida é a melhor opção para mudar de forma não linear e de quebrar paradigmas na gestão do Coritiba.
    Nos últimos 20 anos fomos administrados por profissionais liberais, todos advogados e deu no que deu. Vejam quais foram os gestores nos últimos 20 anos, que deram sequencia a fraca gestão de Francisco Araújo.
    2002/2007 Giovani Gionedis (Pangarés) - advogado
    2008/2009 Jair Cirino -( Fracasso Centenpario) Advogado Promotor
    2010/2014 Vilson P Andrade Advogado. (largou o clube para cuidar da Seleção Brasileira)
    2015/2017 Bacelar Advogado Cartorário. Não administrava, era administrado.
    2018/2020 Samir Advogado teórico que sequer administrou escritório de advocacia, atua como professor. Nem com esforço e boa vontade é possível enxergar algo positivo em sua gestão.
    De 2002 a 2020 o Coritiba veio em uma queda vertical no futebol, na imagem e na situação financeira
    Me parece que se olharmos esses últimos 20 anos em que vivemos a fase dos "pangarés" e erros repetitivos, recomendam que variemos e optemos por empresários em vez de profissionais liberais, para pelo menos termos esperança que algo mude lá no alto da Glória. Vamos deixar de ter medo no novo, principalmente porque a insistência em manter o padrão de fracasso é que trouxe o Coritiba ao que se tornou.
    Com todos os riscos da esperança, do novo, sem dúvida Follador é a melhor opção, para que algo mude no alto da glória.
    Eu prefiro a dúvida do que a certeza do fracasso"

    Celso T. | 26/12, 21h35

    • "Celso, excelente seu comentário. Só tivemos presidentes incompetentes nos últimos anos. Por coincidência todos advogados. E todos fracassaram. Sem exceção. Lógico que temos viúvas do Vilson, Bi-vice da copa do Brasil, exaltado por muito aqui neste espaço. Essa mediocridade de pensamento de nossa torcida, que nos levou até esta situação."

      Paulo P. | 28/12, 12h03

    • "Pelo menos no Coritiba advogados não são sinônimos de bons administradores. Precisamos de profissionais competentes em administrar problemas financeiros e administrativos do clube além de gerir o futebol. Me parece que o único e concordo com o Celso e o Paulo é o Follador."

      Dorvalino J. | 28/12, 14h14

    • "Fase dos "pangarés" rs rs rs"

      Sergio R. | 28/12, 15h27

    • "Advogado não é administrador. Advogado raciocina com o embróglio das leis. Mesmo quando organizam o contrato, com todas as cláusulas, ocorrem problemas de interpretações, e tudo acaba no Judiciário para iluminar a escuridão do rolo todo. Enfim, advogado não é e nunca foi administrador. O advogado pode informar ao administrador as questões da legalidade. Já o administrador tem de solucionar as entradas e saídas, e fazer a empresa andar, podendo até utilizar o advogado, já que do contador não pode abrir mão em qualquer hipótese. Precisamos de administrador, e isolemos os advogados no departamento próprio."

      João B. | 28/12, 17h21

  • Ver todos os comentários (24)

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

Mais colunas de Sergio Brandão

O Blog

Sou jornalista há mais de 30 anos. A profissão e a condição de torcedor, me fizeram aprender a policiar posições quando escrevo para tv ou rádio. Isso me desenvolveu muito o lado crítico. Costumo dizer que futebol é uma coisa e esporte é outra, bem diferente. Basicamente porque o futebol se transformou num produto da mídia e envolve muito dinheiro. O esporte amador, não. Sem dinheiro ele apenas sobrevive. É o caminho que o vôlei começou a tomar, por exemplo, mas ainda passa longe de ser o sucesso que é o futebol. Gosto de escrever sobre os dois: esporte e futebol. Jornalismo é minha profissão, o Coritiba minha paixão. Será um prazer estar aqui com vocês falando sobre tudo isso.

O Autor

O Coritiba está na minha alma, muito mais até que no coração. Aprendi a gostar de futebol assim, de alma e também de coração. Sou do tempo do Belfort Duarte, hoje Couto Pereira. Isso foi no início dos anos 60. De lá nunca mais saí. Na década de 70, o Coritiba me conquista definitivamente, quando montou times inesquecíveis, várias vezes campeão. Período que passei a frequentar programas de rádio para tentar ficar o mais próximo que podia do futebol. Foi a época de Dirceu Graeser, no famoso"Viva o Futebol", na Rádio Clube, depois Rádio Cruzeiro. Foi o meu começo nos meios de comunicação. Vivo do jornalismo há mais de 30 anos, dedicados ao Rádio e principalmente televisão. Hoje sou muito mais da arquibancada. Sou mais torcedor e menos jornalista, principalmente quando o assunto é Coritiba.

Classificação Brasileiro

Internacional 62
São Paulo 58
Atlético-MG 57
Flamengo 55
Palmeiras 52
Grêmio 51
Fluminense 50
Ceará 45
Corinthians 45
10º Santos 45
11º Bragantino 44
12º A.Paranaense 42
13º Atlético-GO 42
14º Vasco 36
15º Sport 35
16º Fortaleza 35
17º Bahia 32
18º Goiás 29
19º Coritiba 27
20º Botafogo 23

Bolão Paranaense

Melhores Colocados

Notícias em Destaque

Veja aqui todas as notícias

Colunistas e Opinião

COXAnautas - com o Coritiba desde 1996

1996-2021 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet