COXAnautas - com o Coritiba desde 1996

20/09, 17h56 | Bola de Couro | Felipe Rauen

Caiu do céu.

Vencemos hoje ao Vasco com um gol daqueles que se diz “caído do céu”.

O time foi muito mal, praticamente não chutou em gol, e quando o fez os jogadores trataram de isolar a bola. O acaso e a imprudência do jogador vascaíno, além da seriedade e atenção da arbitragem, nos deram a vitória.

Não fossem as boas defesas do Wilson e a trave e estaríamos amargando uma justa derrota.

O resultado e a atuação do time resultam em um paradoxo, pois estou contente pela vitória, mas muito descontente com a falta de futebol da equipe que, a continuar assim, não traz boas perspectivas. Conseguir duas das três vitórias até aqui através de pênaltis cometidos pelos adversários nos últimos minutos do jogo, é acaso que dificilmente se repetirá.

Não é difícil analisar a má apresentação de hoje do time. A única jogada que parece treinada é a troca de bola entre os zagueiros e a partir daí o recuo para o Wilson. As atuações individuais foram sofríveis. Sarrafiore nada jogou, repetindo o que se viu no Internacional, qual seja não se mostrar para o jogo, embora tenha qualidade. A meia cancha, ressalvado o Mateus Sales, pouco ou nada produziu. O ataque, resumido a um avante de ofício, e ainda assim que se dá melhor pelos lados do campo, quase inexistiu. O goleiro do Vasco, desconsiderado o pênalti que defendeu, não foi obrigado a nenhuma intervenção de maior dificuldade. Cabe registrar que o Robson, em que pese tenha limitações técnicas, é muito lutador e foi pelo seu empenho que achamos os pênaltis em dois jogos, mas não teria lugar no time se o elenco fosse efetivamente de primeira divisão.

E as substituições? É difícil mudar um time se as opções que o técnico tem são o Yan Sasse e o Tiago Lopes (Meu Deus!) e mesmo o Gabriel que entrou em campo como se não tivesse entrado. Não dá para analisar o paraguaio Martinez, pois entrou já no final da partida, mas no pouco que mostrou talvez tenha lugar no time.

Enfim, e sei que a esta altura alguns poderão estar dizendo que sou exigente demais, que importa é a vitória – claro que importa, e muito – mas pelo que vi hoje, além do que foi visto jogo contra o rival maior e a segunda etapa contra o Goiás, a esperança de que esse time possa se impor e nos tranquilizar é pequena. Aguardemos que as novas contratações se imponham e outras aconteçam, pois nem sempre vamos ter a vida facilitada por um pênalti no final do jogo.

Na coluna após o jogo contra o Goiás, eu escrevi: Sabino cobrou, mais uma vez nos deixando assustados pelo modo como faz (uma hora vai ter que mudar, logo os goleiros não se atirarão antes e poderão defender).

Debate

  • "O Pestana foi embora mas deixou um legado podre. Time de segunda divisão; mas agora apareceu um doido(Argel) pra jogar m... no ventilador. E agora José? Remontando o elenco em outubro."

    Roberto Fagundes | 22/09, 21h11

  • "Meu nobre, se ser exigente é cobrar algo que no mínimo seja denominado como futebol sem covardia e toquinhos improdutivos para o lado e para atrás, então somos dois “exigentes”.
    O Coritiba não venceu, mas o Vasco que perdeu.
    Quando o goleiro do nosso time é “o melhor do jogo”, obviamente prevalece o fato de que ele nos salvou de uma nova derrota.
    Abç"

    Roberto L. F. Pereira | 21/09, 17h31 | Móvel

  • "Rauen, SAV

    Jorginho gosta mesmo de emoções. Quando ninguem é expulso ele colocar 3 jogadores improdutivos ontem. Ainda que dos 3 o TL pelo menos foi esforçado.

    O Sabino errar o pênalti era uma questão de tempo. Aí o Jorginho, pelo menos teve comando. Ufa.

    Vencemos, como o primo no faraó Tutancamon... sabe... o kukunamon."

    Gerson Lima | 21/09, 14h58

  • "De pleno acordo Dr. RAUEN, eu gostaria de ter a mesma confiança que tínhamos quando aquelas nossas equipes, de 1971 a 1977, 1989 e outras da década de 60, nos inspiravam. Muitas vezes ficávamos na expectativa de saber de quanto iríamos ganhar. Que saudade.
    Um abraço"

    Arno Ombrellino | 21/09, 12h12

  • "Falou tudo! Vamos seguir na torcida, porque sem Pastana (ainda mais depois das declarações do Argel) acredito que o CFC vai melhorar muito. SAV"

    Rafael C. | 21/09, 10h28

  • Ver todos os comentários (17)

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

Mais colunas de Felipe Rauen

O Blog

O nome “Bola de Couro” serve para revelar a geração do autor, que acompanha o Coritiba desde o tempo em que elas eram efetivamente de couro natural, e não sintéticas como hoje. Além de estar atento ao futebol moderno, especialmente graças à tecnologia que tornou o mundo uma aldeia global, o blog de vez em quando trará algumas reminiscências das tantas glórias de que o Coritiba é coberto e que estão mais na memória de cada um do que em imagens físicas, atendendo também a um nicho da “velha-guarda” de Coxanautas que se manifestou desde a primeira coluna do autor. Mas todos, de qualquer geração, serão bem-vindos a colaborar e criticar em espaço que se pretende democrático.

O Autor

Benedito Felipe Rauen Filho, conhecido como Felipe Rauen, é coxa-branca de terceira geração, pois tanto seu avô como seu pai também o eram. Em parte da infância e da juventude morou na rua Maria Clara, a cem metros do estádio do Coritiba, do qual desde casa sentia o "cheiro". Transferiu residência para o Rio Grande do Sul em 1976, onde iniciou carreira como Juiz de Direito, hoje aposentado. Está aculturado naquele Estado em vários aspectos, mas jamais no futebol, pois não adotou time local e torce somente para o Coritiba. É conhecido em todos os círculos que frequenta em terras gaúchas como coxa-branca, conseguindo que inúmeros amigos gremistas e colorados tenham o Coritiba como segundo time ou pelo menos mostrem por ele simpatia. Desde fevereiro de 2.009 é Cônsul do Coritiba em Porto Alegre. Cardiopata, dá trabalho regular ao cardiologista em razão das emoções vividas com e pelo Coritiba, mas tem certeza de que o coração coxa-branca se manterá forte ainda muito tempo para ver o clube alcançar mais e mais glórias.

Classificação Brasileiro

Internacional 35
Flamengo 35
Atlético-MG 32
Fluminense 29
São Paulo 27
Santos 27
Palmeiras 25
Fortaleza 24
Grêmio 24
10º Ceará 22
11º Atlético-GO 22
12º Sport 21
13º Corinthians 21
14º Bahia 19
15º Bragantino 19
16º Botafogo 19
17º Vasco 18
18º A.Paranaense 16
19º Coritiba 16
20º Goiás 11

Bolão Brasileiro

Melhores Colocados

Jayme G. 154 pts.
Bruno O. 140 pts.
CARLOS CARLOS 136 pts.
Luiza Emanuela Oliveira 136 pts.
Eden Leão 132 pts.
Rupson F. 132 pts.
Rafael Minoli 129 pts.
Anderson85 Anderson85 127 pts.
Selma R. 127 pts.
10º cleverson k. 124 pts.
11º Marcos Kuff 124 pts.
12º Ricardo Honorio 124 pts.
13º Persio F. 121 pts.
14º Walber Gonçalves de Queiroz 120 pts.
Valdir T. 120 pts.
16º Giovanne Smaniotto 119 pts.
j. miranda 119 pts.
18º Álvaro M. 119 pts.
19º Sanjiro J. 118 pts.
20º Adriano Leal 116 pts.
21º Marco Ferreira 116 pts.
22º Ezequiel B. 115 pts.
23º Tiago Z. 115 pts.
24º Evaldo Maciel 114 pts.
25º Waldir J. 113 pts.
Adilson P. 113 pts.
27º MARCELO ARAUJO 113 pts.
28º Johnny F. 112 pts.
Ailton Batista Vieira Filho 112 pts.
30º Dorvalino J. 112 pts.

Ver classificação completa

Notícias em Destaque

Veja aqui todas as notícias

Anuncie sua empresa aqui a partir de R$9,90 mensais!

Comparação com mais de 30 bookmakers!

Encontre o melhor bookie para apostadores brasileiros em casa-de-apostas.com.

 



Colunistas e Opinião

COXAnautas - com o Coritiba desde 1996

1996-2020 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet