COXAnautas - Coritiba Eternamente

14/07, 11h47 | Bola de Couro | Felipe Rauen

Não era poker e nem truco.

A trapalhada do Coritiba na sessão de julgamento de ontem no STJD vai ficar para o folclore da história jurídico-desportiva.

Não vou repetir o noticiário e nem o texto da nota oficial do Coritiba, mas basta comparar o que mostrou um meio de comunicação que acompanhou em tempo real o julgamento e o esclarecimento para concluir com facilidade que o clube foi ingênuo, senão arrogante e despreparado.

Diante de uma pena rigorosa e excessiva – embora a gravidade do fato – a Procuradoria do STJD (o dono da ação disciplinar) contra-ofertou sete jogos de suspensão e pena pecuniária de R$ 230 mil, em face da oferta do clube de redução para seis jogos e pagamento de R$ 200 mil. Um jogo a mais do que a proposta, ou oito a menos do que a pena, restando quatro por cumprir, e insignificantes R$ 30 mil recusados, para resultar na manutenção da condenação e o afastamento do segundo jogador mais importante do time por aproximadamente um terço do campeonato.

A explicação da nota oficial de que o clube posteriormente aceitou a proposta e que ela poderia ser feita a qualquer momento do julgamento, se juridicamente pode ser correta, em termos de estratégia jamais. Àquela altura o procurador já tinha votos pela confirmação da condenação e certamente estava contrariado, se não irritado, com a obstinação despropositada do clube em não aceitar uma transação bastante favorável (fique claro que ele podia recusar, não cabendo ao tribunal). Se o advogado do Coritiba não estava autorizado pelo clube a aceitar outra forma de transação e não tinha poder – como é comum em juízo – para decidir pelo que era melhor para o cliente, a esta altura dificilmente isso será esclarecido. Em um outro caso tratou-se de evidente erro de condução dos interesses do clube.

Não sou praticante de poker, mas gosto muito de truco, o paranaense (não me adaptei ao truco gaúcho). Jogo seguidamente com meus familiares, aqui e em Curitiba (a modéstia me impede dizer que jogo muito bem). No poker é da essência do jogo o “blefe” e no truco o “facão”. Mas dar facão no truco, assim como imagino seja blefar no poker, pressupõe que você tenha domínio da situação do jogo, não necessariamente das cartas, mas do que já ocorreu ou está por ocorrer, de suposição de que cartas tem o adversário e do seu ânimo naquele momento, do número de pontos que cada um tem e especialmente de sentir segurança e ao mesmo tempo possível fragilidade do adversário.

Pois o Coritiba ontem atuou no julgamento como um amador que joga truco pela primeira vez. Não tinha boas cartas e sabia que o adversário as tinha e já tinha feito a "primeira", mas mesmo assim bateu pé na proposta pensando que com ela assustaria o oponente (leia-se procurador). Trucou sem cartas contra o casal maior e depois que o adversário levantou para seis quis recuar. Assim não dá para jogar.

Em tempo. Para não dizer que não falei em futebol, excelente a vitória de ontem. Espero que não seja um fato isolado e que outras venham para apagar um pouco a fase negativa dos sete jogos sem vencer.

+7

Debate

  • "bons tempos que futebol era jogado em campo, decisão do juiz era decisão final e ponto final."

    Alexandre Verde | 15/07, 13h42

    • "Bem vindo!"

      B. Felipe Rauen | 15/07, 17h16

  • "Seis...nove...doze...
    jcesar.coxa"

    Julio J. | 15/07, 10h23

  • "Assusta a pena, por mais nojento e repugnante seja uma cusparada. Assusta a indisciplina do jogador, assusta o descaso da inoperante diretoria e seu advogado. Tudo é exagerado. Teve casos muito piores com Dudu, Diego Souza e outros que, senão piores, no mínimo tão grave quanto. Assusta muito mais é a barganha, a fiança exigida de 230 mil vindo de um tribunal superior. Isso é roubo, pra mim um ato desprezível e arrogante. Num país onde impera a imoralidade da corrupção negociar um atleta como uma mercadoria é escandaloso e ato de ditadura. Nojento e igual cuspir na cara de uma pessoa. Quem ganha? Quem perde? Alguém sabe do outro jogador, que antes, também cuspiu? Agora, não temos o jogador, técnico, diretoria e advogado. Vida que segue..."

    Admir | 15/07, 07h27 | Móvel

  • "A matéria é bastante esclarecedora. Essa diretoria sempre erra. Ainda bem que o término da gestão está chegando. O advogado evidentemente obedeceu o posicionamento errado dos dirigentes e o resultado foi péssimo para o Clube e, principalmente, para a nossa equipe."

    Tadeu A. | 14/07, 15h53

  • "pois é.....ao que tudo indica fomos completamente despreparados pro tribunal. As vezes fico pensando os porquês de tanto amadorismo, mas não chego a nenhuma conclusão, pois tudo é amador no Coxa...lamentável.."

    Sandro S. | 14/07, 14h54

  • Ver todos os comentários (14)

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

Mais colunas de Felipe Rauen

O Blog

O Autor

Bolão Brasileiro

Melhores Colocados

Jose R. 276 pts.
Andre T. 272 pts.
Alysson Delalibera 266 pts.
VALCIR J. C. 263 pts.
Marcelo N. 259 pts.
Wagner Cancela 259 pts.
Valdir 257 pts.
Maria N. 256 pts.
João L. 254 pts.
10º Adriano R. 252 pts.
11º Suzana F. 252 pts.
12º Daniel N. 252 pts.
13º Mauricio S. 252 pts.
14º Rosemeire V. 251 pts.
15º Diogo N. 251 pts.
16º douglas n. 251 pts.
José Paulo Macioski 251 pts.
Simone N. 251 pts.
19º Ademir Carlos p. 250 pts.
20º Amos S. 249 pts.
21º vanessa n. 245 pts.
22º Sanderson 244 pts.
23º Franciano S. 243 pts.
24º nancy m. 242 pts.
25º Ailton D. 241 pts.
26º Elizabeth G. 240 pts.
27º Mauro 240 pts.
Thiago L. 240 pts.
29º Rubens J. 240 pts.
30º Jackson M. Jeranoski 238 pts.

Ver classificação completa

Notícias em Destaque

Veja aqui todas as notícias




Colunistas e Opinião

COXAnautas - Coritiba Eternamente

1996-2018 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet