COXAnautas - com o Coritiba desde 1996

14/12, 08h44 | Falando de Bola | Ricardo Honório

Destruíram o Coritiba!

A demissão de Rodrigo Santana não causou surpresa em ninguém. Pelo menos não naquele torcedor que era favorável a opinião de que o treinador jamais deveria ter vindo.

A saída de Rodrigo Santana, após apenas seis jogos no comando do Coritiba, evidencia mais um dos inúmeros erros cometidos pela diretoria no futebol alviverde. Somente neste campeonato brasileiro o clube chega a marca da terceira demissão de treinador. Se somarmos todos que comandaram o time no Brasileirão chegamos a marca de cinco técnicos (Eduardo Barroca, Mozart, Jorginho Pachequinho e Rodrigo Santana), em um total de vinte e cinco jogos, o que dá uma média de um treinador a cada cinco jogos. Um número absurdo que evidencia e justifica a posição que o Coritiba se encontra no campeonato.

A bola pune os incompetentes, não há trabalho que resista a um planejamento mal feito, a um total desconhecimento da principal razão do Coritiba existir, que é o futebol. Desde que assumiu, a diretoria alviverde provou não saber absolutamente nada de bola. Diretores de futebol incompetentes, treinadores fracos, jogadores sem a menor condição de vestir a camisa do Coritiba. A mistura disso tudo resultou em três anos sem títulos, vexames dentro de campo, derrotas para times semiamadores e caminha para “coroar” a gestão atual com um novo rebaixamento à segunda divisão, que pode ser fatal, não só para as finanças do clube, como também para a autoestima do torcedor Coxa-Branca.

O Coritiba ainda tem treze jogos para disputar na Série A. Destes jogos, precisa vencer oito para não ser rebaixado. Muito difícil acreditar que um time que venceu apenas cinco, a maioria deles aos trancos e barrancos, vá conseguir melhorar seu retrospecto. A matemática existe e ainda insiste em prever chances ao time alviverde, mas é sabido que ela só funciona de fato com clubes que pretendem buscar algo e se empenham para isso, fatos muitos distantes do que é o Coritiba hoje.

Sem técnico, Pachequinho deverá ser efetivado apenas para levar o caixão do clube até a sepultura da Série B. Nenhum técnico com o mínimo de capacidade vai aceitar o desafio de tentar reerguer um time que está a um passo de um novo rebaixamento. E pelo histórico de treinadores da gestão de Samir Namur dificilmente a torcida poderia esperar um treinador que trouxesse uma nova motivação não só aos jogadores, como principalmente ao torcedor. E se treinadores experientes forem contatados pedirão um caminhão de dinheiro como uma forma elegante de dizer não a bagunça que é o Coritiba.

Diz o presidente Samir Namur que irá convocar os outros candidatos à presidência para dialogar sobre o novo técnico. Pura ilusão. Os caras não se entendem nem para realizar uma eleição, quem dirá para definir o futuro do clube dentro de campo. A guerra de egos e vaidades ali impedirá que se cheguem a uma conclusão, pois a última coisa que interessa de fato é o Coritiba Foot Ball Club.

Tudo o que está acontecendo não é à toa. É o resultado de uma construção de anos e anos de incompetência, de vaidades, de orgulho, de egos. O resultado não poderia ser outro.

A política do clube e seus politiqueiros são os grandes fatores responsáveis pela destruição daquele que um dia foi o maior clube do futebol paranaense.

Saudações Alviverdes
Ricardo Honório

Debate

  • "Falem mal ou bem.....o IMPORTANTE É A REELEIÇÃO DO ATUAL PRESIDENTE.... ESTÁ FECHADO COM A IMPÉRIO....E TEM O APOIO DOS MILIONÁRIOS RUSSOS (atreticanos).... acreditem.... será a maior das surpresas...e um belo presente de Ano novo da império para a torcida coxa branca!!!!"

    Elias K. | 28/12, 07h25 | Móvel

  • "Em relação à eleição, precisamos de um presidente de comando forte, e visão nivelada de finanças, com tudo que o integre. O estatuto tem de ser modificado com urgência. O comando da empresa tem de ser de empresário com capacidade de enfrentar desafios do gênero de recuperação de empresa ou falência total. A administração do Coritiba não pode ser controle de pessoas que, mesmo interessadas em fazer o melhor, não tem capacitação e qualificação para enfrentar a realidade desta empresa. Mesmo respeitando, torcedor deve torcer e fim. A administração do Coritiba tem de ficar a cargo de profissionais já batizados pelo desafio violento do mercado. O problema é o estatuto que permite estas maluquices como a desta gestão. Em todo o caso, o erro grosseiro da eleição do atual presidente, pelo menos, ajudou este a aprender a administrar situações de calamidade. Afinal, são três anos de experiência e estudo. Espero que, pelo menos, tenha aprendido e aproveitado a oportunidade. Agora, para esta empresa, a necessidade de comando forte e que saiba sair do lodo para um terreno de eficiência melhor. O estatuto tem de ser modificado e fazer o torcedor a ser simplesmente torcedor. O Coritiba não é escola."

    João B. | 25/12, 12h54

  • "É preciso planejar, agora, a segunda divisão na temporada seguinte. Esta já era.
    Vamos adiante!"

    João B. | 24/12, 17h19

  • "vá defender o samir que tem boas intenções"

    D. Fabian A. | 21/12, 18h12

  • "A falta de planejamento, critério, bom senso e conhecimento de futebol, fizeram um caldeirão de asneiras e incompetência na gestão do CORITIBA!
    Não temos nenhuma esperança de fugir do rebaixamento.
    A cara de fracasso de nosso Presidente fala tudo!
    E o pior, tem coragem de pleitear uma reeleição!!!!!
    Só por Deus. SAV"

    Washington B. | 21/12, 13h28

  • Ver todos os comentários (58)

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

Mais colunas de Ricardo Honório

O Blog

O Blog "Falando de Bola" é comandado pelo estudioso do futebol Ricardo Honório e visa abordar tudo que envolve o mundo da bola, focando, claro, no Coritiba. Adversários, tendências do futebol atual, táticas, mercado da bola, futebol internacional e tudo que estiver ligado ao tema você encontrará nesse espaço, que tem o objetivo de ser uma verdadeira "arquibancada virtual", onde o assunto é sempre ela: a bola.

O Autor

Ricardo Alexandre Honório Alves, mais conhecido como Ricardo Honório, funcionário público federal. Coxa-Branca desde 1975, tem como maior ídolo o craque Tostão, maior jogador que viu jogar com a camisa Coxa. Louco por futebol desde criança, tinha como hobby colecionar figurinhas e a Revista Placar, além da leitura diária de jornais esportivos. Com isso desenvolveu o gosto por acompanhar tudo que envolvia futebol e não apenas o Coritiba, o que o tornou Colunista do COXAnautas desde 2005, convidado pelo amigo Luiz Betenheuser, sendo o responsável pelas informações não só do Coritiba, como principalmente dos adversários do Verdão.

Classificação Brasileiro

Internacional 62
São Paulo 58
Atlético-MG 57
Flamengo 55
Palmeiras 52
Grêmio 51
Fluminense 50
Ceará 45
Corinthians 45
10º Santos 45
11º Bragantino 44
12º A.Paranaense 42
13º Atlético-GO 42
14º Vasco 36
15º Sport 35
16º Fortaleza 35
17º Bahia 32
18º Goiás 29
19º Coritiba 27
20º Botafogo 23

Bolão Paranaense

Melhores Colocados

Notícias em Destaque

Veja aqui todas as notícias

Colunistas e Opinião

COXAnautas - com o Coritiba desde 1996

1996-2021 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet