COXAnautas - Coritiba Eternamente

30 DIAS GRÁTIS DO CAMPEONATO PARANAENSE Em parceria com a DAZN, o site COXAnautas está oferecendo 30 dias gratuitos pra você assistir ao campeonato Paranaense de 2020. Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente.

14/05/12, 16h00 | Fatos e Argumentos | Alex Meger

Soberano no futebol paranaense

Embora tenha infinitas palavras para descrever os sentimentos que afloraram na final do Campeonato mais importante no âmbito Estadual, vou me utilizar das palavras dos competentes colunistas que temos no Paraná, que, com a precisão de uma bola que bate na trave antes de tocar as redes no último pênalti que decide um campeonato, conseguem expressar minhas percepções sobre a partida, o campeonato, a antidesportividade do adversário e a competência no trabalho do maior clube do Paraná.

"Nervos à flor da pele não é virtude. Ao contrário da tranquilidade, madrinha das decisões vitoriosas. No geral do campeonato, o Coritiba foi quem mais pontuou. Sempre dirigido com equilíbrio, respeitando os adversários e em nenhum instante zombando do valente rival, entrou no gramado molhado por novas lágrimas do sentimento humano, sofreu com a torcida e, depois do gol de Éverton Ribeiro, aliviou a aflição detonando a explosão de contentamento da grande e fiel torcida.

O tricampeão não foi beneficiado pela arbitragem e respondeu no cenário adequado a carta aberta que a diretoria do Atlético acolheu no site oficial do clube, instrumento usado para pôr em xeque a honradez e a capacidade do juiz, além de provocar acintosamente o adversário da decisão. A atitude da diretoria do Atlético comandada por MCP não se coaduna com a história cravejada de brilhantes do Clube Atlético Paranaense. Tricampeão pela segunda vez em sua história de maior conquistador de títulos estaduais, o Alviverde mostrou ao idolatrado público que respeito não se compra em prateleira de boteco. Respeito é ganho da educação familiar e da trajetória de vida." Airton Cordeiro.

"O Coritiba segue soberano no futebol paranaense." Carneiro Neto.

"Após o jogo, os jogadores do Atlético deixaram o campo e não retornaram para receber as medalhas de vice-campeões. Apenas o técnico Juan Carrasco falou com a imprensa." Coluna Intervalo.

"Depois da carta, das atitudes do Atlético, esse presidente se sente à vontade para dizer não " Vilson Ribeiro, presidente do Coritiba.

O fato negativo pesa, como rotineiramente, para o Clube Atlético Paranaense. Desde o começo do campeonato, NÃO foi um adversário leal. A busca incansável por subterfúgios para explicar sua própria incompetência é notória e desrespeitosa a todos aqueles que trabalham por um futebol paranaense mais competitivo.

A regra é clara: Se não gosta da fórmula, não participe.

As sucessivas críticas sofridas pela Federação não foram suficientes para fazer um campeonato sem problemas, no entanto, o respeito às tradições do Coritiba e do Atlético PR devem ser maiores. O respeito à paixão dos torcedores, que pagam os salários desses atletas, especialmente. O vencedor foi aquele que leu, respeitou e seguiu o regulamento, preocupando-se exclusivamente em jogar futebol.

Não adianta espernear, como uma criança mimada, que foi "roubado" pelo "juiz", pela Federação (aliás, a mesma aliada de algumas semanas atrás, que não mediu esforços para impor o uso do estádio particular Major Antônio Pereira pelos esperneadores) ou por quem quer que seja. Ou ainda o tradicional discurso patético: "O parananese nem serve pra nada mesmo, o que importa é ter o melhor estádio e sediar a copa".

Neste esporte, grande é quem entra em campo e joga futebol. Discurso e elevadores modernos no Estádio não valem nada, vale a bola na rede.

E isso, amigos, o Coritiba fez. Melhor aproveitamento no somatório dos dois turnos, melhor ataque, maior média de público e a faixa de tricampeão paranaense no peito.

Se algum atleticano ainda não se curva a atual soberania alviverde e ainda culpa a FPF ou o regulamento, conscientize-se que se fosse outra a fórmula, o campeão ainda seria o Coritiba, com maior número de pontos. Fosse com árbitros de fora, Guerrón ainda assim chutaria Lucas Mendes e erraria o pênalti. Tivesse sido dado pênalti a favor do Atlético, o Coritiba lutaria mais para correr atrás ou pior, Vanderlei defenderia. A história seria diferente para os dois lados. O "SE" nunca ganhou campeonato.

As circunstâncias não se moldam ao campeão e sim o campeão é aquele que melhor se molda ao regulamento e às circunstâncias: foi assim na "era supermando", foi assim agora, é assim na Copa do Brasil, no Brasileiro, na Libertadores...

O "onze" atleticano entrou em campo, jogou futebol com coragem, vontade e valorizou o título, não sendo merecedor destas críticas, apesar das provocações à torcida quando das cobranças de pênalti.

De alma lavada, começamos semana importante, quarta feira enfrentamos o Vitória pela Copa do Brasil.

Parabéns ao elenco, Marcelo Oliveira e, principalmente, nosso presidente Vilson Ribeiro.

P.S. - Lembro todos que ontem foi um atleTiba, de um campeonato Paranaense, com dois clubes de futebol. Hoje a vida continua, os trabalhos, o respeito ao próximo, os costumes e a boa educação.
P.S.2 - É uma pena usar uma coluna, neste momento, para "educar" e criticar o comportamento antidesportivo dos rivais, mas infelizmente acredito necessária.

Grande abraço!
Alex Meger de Amorim
Twitter: @alexmeger

+0

Debate

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

O Blog

O Autor

Classificação Paranaense

FC Cascavel 16
Coritiba 14
A.Paranaense 13
Operário 13
Londrina 13
Rio Branco 12
Cianorte 9
Paraná 9
Cascavel 7
10º União 5
11º Toledo 4
12º PSTC 1

Bolão Paranaense

Melhores Colocados

Alysson Delalibera 42 pts.
Jackson M. Jeranoski 40 pts.
Ido Martini N. 40 pts.
CARLOS CARLOS 39 pts.
Leandro Carlos 39 pts.
Valdir T. 38 pts.
Hedy G. 38 pts.
Luiza Oliveira 37 pts.
Mauro S. 37 pts.
10º Jayme G. 37 pts.
11º Jorge H. 36 pts.
12º Ricardo Honorio 36 pts.
13º Rafael F. 35 pts.
14º Ézio Ricardo 35 pts.
15º Emerson T. 34 pts.
16º j. miranda 34 pts.
17º Ademir Carlos p. 34 pts.
18º Rubens Junior 33 pts.
ERLEI R. 33 pts.
Jose R. 33 pts.
Luiz Bueno Franco 33 pts.
22º Rony A. Stacoviaki S. 33 pts.
23º José A. Lima 32 pts.
Thiago M. 32 pts.
Jorge Luiz Lopes 32 pts.
26º Vera M. 31 pts.
27º Mariana T. 31 pts.
28º T. Filus 31 pts.
29º v. j. cruchelski 31 pts.
30º Luis Henrique 30 pts.

Ver classificação completa

Notícias em Destaque

Veja aqui todas as notícias



Colunistas e Opinião

COXAnautas - Coritiba Eternamente

1996-2020 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet