COXAnautas - Coritiba Eternamente

30 DIAS GRÁTIS DO CAMPEONATO PARANAENSE Em parceria com a DAZN, o site COXAnautas está oferecendo 30 dias gratuitos pra você assistir ao campeonato Paranaense de 2020. Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente.

05/12/18, 14h27 | Futebol: Razão x Emoção | Fernando S. Melo

O cap é o brasil na sulamericana

Sim senhores, o cap, não o Coxa. Quando o Coxa? Não sei. A continuar nessa toada, nunca. Desde a implantação do “petraglismo” no clube – que só ficou sob a égide de uma oposição moderada quando o hoje exilado Marcos Malucelli assumiu a presidência – foram necessários apenas seis anos para alcançarem um brasileiro, 2001; dez anos para chegar à primeira final internacional, 2005 – que perderam em grande parte por conta da mesquinharia do presidente do Coxa à época - e mais treze anos para estar novamente disputando um lugar de destaque na america latina.

O cap era um lixo, uma mixórdia. Na aurora dos anos noventa, faziam vaquinha para pagar a conta de luz e dar almoço a seus atletas. É o que hoje nós fazemos no coxa, com um pouco mais de dinheiro é verdade, mas muito, muito mais dívidas também. Entre quedas à segunda divisão, e outros problemas graves por corrupção, em vinte anos, o boom atleticano é notável. A baixada subiu, e hoje a olhamos de baixo para cima, ainda que embebecidos da empáfia de morar no “alto da glória.”

Mas o que eles fizeram de diferente?

Bom, não conheço os meandros e os bastidores do clube rubro-negro mas, de fora, é possível dizer que eles apostaram no modelo empresarial e na continuidade de comando e projeto. O “Mário”, como é chamado por seus chegados, como, por exemplo, o Ilustre comentarista Fernando Gomes - que se afoga se o mandatário entrar numa piscina com água até à cintura - não é um democrata, não é flor que se cheire, e também não é santo, haja vista o escândalo com Ivens Mendes, e o atual escândalo da construção da arena com dinheiro público. Mas sua habilidade gerencial é inquestionável, tanto quanto sua visão empresarial. Resultado: crescimento econômico, esportivo e institucional.

Enquanto nossa torcida envelhece junto com nosso patrimônio, a deles revigora-se de "vlogers" e "youtubers" da geração arena. Enquanto nós sentamos em nossa superioridade local, contentando-se em “ ter sido campeão primeiro”, eles nadam de braçadas rumo são futuro. É muito improvável, mas pode ser que ano que vem ou no outro, nós, por um acaso do destino como ocorrido com o pródigo Flamengo de Adriano de 2009, conquistemos um título importante e o cap caia à série B, ou C. Mas será viável contarmos com esta sorte e continuarmos administrando o clube como uma confraria de amigos e inimigos eventuais, sem planejamento para o futebol, e, à mercê de nosso embolorado staff administrativo, que, do porteiro ao diretor, passando pela comunicação, marketing, e advogados, tem aquele nefasto espírito de burocracia pública?

Precisamos refundar o Coxa. E eu vou sim continuar falando do co-irmão, e comparando-o conosco. Afinal, ele ainda é nossa medida, e assim deve ser para que nunca sejamos medidos em "Paranás". A inveja é um pecado, o ódio, uma praga, mas o reconhecimento é uma virtude. A grama do vizinho é sempre mais verde? Não sei. Mas que é sintética não há dúvida. Aos que emputecem-se e bradam: “Meu Deus, mas esse cara sabe muito do Cap, não seria um poodle infiltrado?” Não, eu apenas sei do que falo. E em que pese eu queira muito que o cap se dê mal por conta de um ou outro amigo meu atleticano insuportável, tenho outros grandes amigos atleticanos que gostaria de ver muito feliz com a conquista do título que ora disputam.

E se você chegou até aqui merece meus parabéns e contigo compartilho o que penso ocorrerá ao fim da era petraglista. Derrocada. Um bando de abutres que como pródigos herdeiros dilapidadores de espólio milionário surfarão por pouco tempo na onda dos bons ventos e depois acabarão com o clube. Por isso Mario tem tanto medo de largar o osso. Sabe que o futuro é incerto e, também, claro, como todo ditador, não confia em ninguém.

Debate

  • "O petraglia está para o CAP o que o Evangelino foi para nós, há muito tempo. Ele nunca escondeu que tinha isso como meta. Conseguiu. Espero que surja alguém no coxa com essa capacidade, e que eu ainda consiga ver. Se demorar muito, não será nesse plano... rs"

    José Dalgut Junior | 14/12/18, 14h52

  • "Eu quero que o Atlético se phoda... Quanto ao Coritiba, enquanto um presidente banana com cara de bêbado que nem a barba apara, e acredita que a solução para o mundo é o socialismo, estiver no comando, estaremos phodidos...obrigado imperio (a quem eu comparo ao MST) por colocar este mico nas costas do torcedor Coxa."

    Paulo P. | 13/12/18, 22h01 | Móvel

  • "Definitavamente, Fernando apesar de colocar algumas verdades, não deveria mais estar nesse site."

    Leonardo A. | 13/12/18, 21h16 | Móvel

  • "Quem elege um Samir da vida esperar o que?"

    Juarez J. | 12/12/18, 15h06 | Móvel

  • "Sendo zoado pelos poodles por causa deste texto.. lamentável. Último ano como sócio coxanauta."

    VALCIR J. C. | 09/12/18, 13h22 | Móvel

  • Ver todos os comentários (54)

Comente também!

Apenas torcedores cadastrados e verificados podem comentar. faça seu login aqui.

Equipe COXAnautas

O Blog

O presente Blog é feito de textos, opiniões e debates frutos da luta constante entre a razão e a emoção. Razão que tenta explicar e compreender o futebol com argumentos ponderados, estatísticos, lógicos; enquanto a emoção simplesmente quer gritar, rir e pular nas vitórias, chorar nas derrotas, sem qualquer preocupação com o motivo, o contexto, ou a justiça do resultado. Que vê qualquer jogo que passa na T.V., que assiste todos os programas esportivos, que ama o futebol e ainda mais o Verdão, que suporta um turbilhão de emoções por conta do que alguns consideram apenas um simples jogo e ainda consegue justificar racionalmente este sofrimento: este Blog é pra Você!

O Autor

Ao chegar em Curitiba em 1973, o migrante Otacílio Pereira Melo, oriundo de Guanambi-BA, poderia ter escolhido qualquer time para torcer. Mas o Campeão Paranaense e do torneio do Povo daquele ano, que tinha em seu elenco Aladim, Jairo, Zé Roberto, além de capitão Hidalgo, o escolheu primeiro. Nascia uma história de amor. E por conta desse amor, graças aos deuses do futebol o autor também não teve escolha. Sua primeira foto, logo na saída da maternidade, é com um “TIP TOP” do Verdão. O Título de campeão brasileiro veio quando ainda se quer podia andar, mas ao por pela primeira vez os pezinhos no Couto, entendeu o porquê de toda aquela paixão e respeito de seu pai pelo Coritiba. E assim Fernando Schumak Melo cresceu, comendo pipoca e descascando amendoim – velhos tempos - no Couto Pereira, aprendendo a entender e amar o Coritiba e o mais apaixonante esporte de todos: o futebol. Hoje, o advogado formado pela Direito de Curitiba, especialista em processo civil pela PUCPR, mestrando em Ci?ncia Pol?tica pela UFPR, sócio fundador do escritório Schumak & Luz, músico, guitarrista amante do rock’n’roll, marido da Camila, filho da Rosely, continua e continuará ao lado do Glorioso, seguindo sempre os ensinamentos do velho migrante: “Torça em primeiro lugar, depois reclame!”

Bolão Brasileiro

Melhores Colocados

Notícias em Destaque

Veja aqui todas as notícias

Anuncie sua empresa aqui a partir de R$9,90 mensais!

Comparação com mais de 30 bookmakers!

Encontre o melhor bookie para apostadores brasileiros em casa-de-apostas.com.

 

Colunistas e Opinião

COXAnautas - Coritiba Eternamente

1996-2020 © COXAnautas - Portal da torcida do Coritiba
Desenvolvido por Race Internet